Uma mala cheia de viagens

por em , , , , , 0

Uma viagem ao mundo dos Oceanos

O Francisco trouxe-nos o mar até ao hospital. Falámos do seu trabalho como oceanógrafo, de ondas e da sua formação. Respondeu às nossas dúvidas e conversámos sobre outras curiosidades. Ficámos, por exemplo, a saber que na Nazaré não é um canhão que forma as ondas gigantes!

Uma viagem pelo Ar

A nossa sessão de videoconferência com a Sandra do Pavilhão do Conhecimento foi espetacular!
A Ciência viajou pelo ar. Explorámos conceitos como a pressão, compressão, volume, tensão, força e elasticidade em experiências tais como: "Consegues encher o balão?", "O canhão de ar", "O colchão de balões", "A espetada de balão", "O balão que não rebenta" e muito mais!

Uma viagem com as Plantas

Com a Escola do IPO viajámos com as plantas numa TeleAula. Descobrimos de onde são originárias e para onde viajaram graças aos Descobrimentos. Foi interessante e divertido relembrar algumas características das plantas.




Uma viagem ao mundo das Formigas

A Sandra e a Constança do Pavilhão do Conhecimento levaram-nos numa viagem ao mundo das formigas.
Percebemos como é difícil representá-las, apesar de todos nós já termos visto muitas. Desta vez, com a ajuda de lupas, pudemos observar de perto as partes do seu corpo e como se organizam em sociedade: a princesa que, enquanto não perder as asas no voo nupcial, não passa a rainha, o irmão macho e todo o exército.



Uma viagem na Robótica

O professor Paulo Torcato continua a trazer-nos O Robot Ajuda! Temos construído robots e feito programação com Scratch e com o mBlock. São sempre umas sessões muito animadas!


Mala de memórias - magusto, drama radiofónico e sementeira

por em , , , , , , , , 0

Viajar em conjunto é mais agradável, quase todos o diriam. Aprender também.
As três atividades que descrevemos foram buscar sustento na riqueza que a interação entre os participantes criou. Bonito de ver, de viver, de provar, de ouvir, de cheirar, de mexer...

Magusto

Uma aluna deu o mote:
- Professora, não vamos ter magusto como no ano passado?
- Claro! - responderam as professoras.

Assim se preparou o repasto, com toalha outonal, numa mesa em que o marmelo roubou destaque às castanhas, e as variedades de marmelada fizeram os presentes picar o palito várias vezes. Para esta ocasião convidámos os colegas mais pequenos, do 1º CEB e do JI. Houve música e alguma dança - a diva Carmen Miranda teve destaque.




***

Drama radiofónico

A aluna M. Ventura trabalhava no seu manual de Português e perante uma proposta de trabalho oral dirigida à turma, rapidamente mobilizou os dois colegas presentes para todas as funções. O assunto, do interesse da maioria (de crianças, de jovens e de adultos), era introduzido por um artigo de opinião, e podia levantar polémica: "Televisor no Quarto".
Cada um dos três alunos encarnou a sua personagem (filha, pai e mãe) e entregou-se o melhor que pôde à argumentação (filha pró e pais contra), sem exceder 5 minutos e sem perder de vista os três aspetos em avaliação - usar dois argumentos, ser convincente e usar linguagem adequada à situação.
Foi bem além do encomendado...

video

A propósito deste assunto, recomendamos a seguinte leitura.

***

Sementeira

Ainda temos sementes daquelas que os amigos do CMRA nos enviaram.
Ora, lançámos mãos à terra e...

 

Momentos para guardar na mala!

Em viagem pelo nosso Mundo

por em , , , , , 0

Em viagem pelas datas importantes, comemorámos o Dia Mundial da Alimentação com uma semana animada e saudável. Recebemos a visita da turma A, do 5º ano, e da sua professora de Ciências Naturais, Teresa do Carmo, da Escola Básica de Alcabideche, para trocarmos ideias importantes sobre alimentação saudável. Houve jogos, ofertas, convívio e até a Operação Nariz Vermelho nos visitou e ofereceu um momento hilariante!














O Halloween não podia ser esquecido. Por isso, fizemos umas tarefas assustadoras para enfeitar o nosso jornal de parede que mete medo ao susto!







No âmbito da atividade O museu vai ao hospital, recebemos este mês uma equipa do Farol Museu de Santa Marta (FMSM), as técnicas Inês Fialho Brandão (coordenadora do FMSM) e Manuela Pereira, que, nesta primeira sessão, nos falaram do território onde este farol está situado, da sua importância e das suas características. Através do Google Earth, visitámos faróis das terras onde nascemos, nomeadamente, Guiné Bissau, Cabo Verde, Aveiro, Cabo Espichel, Leça da Palmeira, entre outros.
Foi uma tarde diferente de descoberta e de viagens virtuais por todo o mundo.














Palavras dos alunos:
Gostei muito do site vesselfinder.com e de descobrir os barcos que se encontravam a viajar pelo mar Atlântico, nas costas portuguesas! Gostei de saber as características dos faróis! Carlos
Gostei de ir a Tróia! Tiago
Gostei de tudo, principalmente de ver os barcos no mar e ver a casa do André no Google Earth. Fábio
Gostei de ver o farol do Cabo Espichel. Já tinha saudades! Desconhecia o site vesselfinder e achei muito interessante. André
Gostei de mexer no Farol de Santa Marta! (Farol modelo em cerâmica) Fatu
A Inês é divertida e muito carismática. Ela tem uma forma diferente de abordar os conteúdos. André
A Inês é bonita e mostrou coisas para poder viajar. Fatu
É gira, simpática e fala bem inglês. Fábio
Como trabalho de casa, pesquisámos o nome do farol mais antigo em funcionamento contínuo na Península Ibérica e descobrimos que está situado na Corunha, no nordeste de Espanha, Galiza: o Torre de Hércules. O farol mais antigo em funcionamento contínuo, em Portugal, é o farol de Aveiro.
No dia a seguir a esta atividade, através do Google Earth, o André fez um passeio à Lisboa d'Os Maias, na sequência da leitura e análise do romance homónimo de Eça de Queirós.